Virando a página: um filme sobre recomeços

Nada na vida é fracasso, e sim uma oportunidade de recomeçar. Para mim essa é a principal lição do filme. E prova mais uma vez que cinema não é simples entretenimento, e sim um veículo para reflexão.

Em “Virando a Página” acompanhamos a história de Keith Michaels (Hugh Grant), um roteirista que já fez sucesso, chegando até a ganhar um Oscar, mas que viu a vida virar do avesso por não conseguir fazer outra obra de repercussão. Falido e sem conseguir novas oportunidades, ele acaba se tornando professor de roteiro, uma atividade que a princípio ele exerce sem a menor motivação.

Mas a situação começa a mudar quando ele vivencia o novo trabalho, conhece as pessoas, e compreende muito sobre a vida no contato com cada aluno. O astro de Hollywood sai de cena para dar lugar a um professor sensível e a um homem que quer refazer a vida, ajudar o próximo e resolver problemas do passado. Apesar de relutante, ele abraça o novo caminho e, como diz o título, “vira a página”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *