Isolamento ou comunicação?

Cada um é de um jeito. Alguns precisam se isolar para reequilibrar as energias, se refazerem. Outros não, melhoram no contato com os outros, na troca de ideias. E isso pode se inverter dependendo da fase da vida que cada um atravessa.

Uma pessoa introspectiva, que precisa se isolar, pode em um momento de tristeza necessitar justamente do inverso, de dialogar com pessoas, sair, dançar, conhecer gente nova.

Ou uma pessoa muito comunicativa pode precisar de algum isolamento, um pouco de solidão, para descansar e refletir sobre a vida.

Mas para lidar com essas variações é preciso se autoconhecer, perceber quando é o momento de ficar junto e quando é o momento de se afastar. E saber medir a dose de cada um desses momentos. E pensar em si, mas lembrar um pouquinho também do outro, das pessoas que se preocupam com a gente e percebem nossas variações de humor.

Essas pessoas também precisam saber observar mais e melhor. Porque às vezes parece ser “algo que a pessoa faz sempre”. Mas em muitos casos, pode significar que algo não está bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *