Um grande amor, a vida não dá. Empresta!

Um grande amor a vida não dá,
Empresta
Parece que faz um teste
Para ver como o ser humano consegue lidar
Cada passo errado, um ponto a menos
É como uma delicada teia
Ou como veias e artérias
Nada pode dar errado
Ou se der, o conserto tem que ser rápido
E perfeito
Cada falha pode resultar em uma bola de neve no futuro
Não tem espaço para “amadores”
Um grande amor a vida não dá,
Empresta
Com certeza é um teste
Onde os fracos não tem vez
Ele vem, você usa, perde, morre, renasce,
talvez entre em outro, usa, perde, morre, renasce….
Círculo que só acaba no último suspiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *